PF investiga fraudes na cobrança de pedágios em Goiás, Bahia e Espírito Santo

São cumpridos, na manhã de hoje (11/4), 16 mandados de busca e apreensão em órgãos públicos, empresas e residências dos investigados.

Foto: Reprodução/PF

 

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (11/4) uma operação, batizada de Infinita Highway, que apura um esquema de superfaturamento na manutenção de estradas federais e na cobrança de pedágios, em Goiás, Bahia e Espírito Santo.

 

Segundo a corporação, as fraudes envolviam servidores públicos e empresas concessionárias que não faziam a manutenção das estradas como previsto em contrato e reajustavam valores de pedágios de forma indevida.

 

Com apoio do Tribunal de Contas da União (TCU), a ação da PF ocorre simultaneamente nos três estados e no Distrito Federal. Cerca e 85 agentes federais cumprem 16 mandados de busca e apreensão em órgãos públicos, empresas e residências dos investigados.

 

Fraudes na cobrança de pedágios em Goiás

 

De acordo com as investigações, empresas concessionárias, responsáveis pela manutenção de estradas federais, contratavam a emissão de laudos fraudulentos que atestavam a qualidade das rodovias, evitando assim a aplicação de multas e outras penalidades pela Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), responsável por fiscalizar a prestação do serviço.

 

Foi apurado ainda que uma das concessionárias envolvidas aumentou indevidamente o valor cobrado nos pedágios, sob a falsa alegação de elevação dos custos de manutenção de rodovias, baseando-se, para isso, em orçamentos fictícios, emitidos por empresas que não existiam.

 

Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pela Justiça Federal de Goiás, da Bahia e do Espírito Santo, com o objetivo de localizar e apreender provas complementares dos crimes praticados pelo grupo.

 

Nomes das empresas e dos envolvidos no esquema ainda não foram divulgados. A PF ainda não detalhou qual o valor do prejuízo causado pelo superfaturamento. Os detalhes da Operação Infinita Highway serão repassado em entrevista coletiva, marcada para às 10h desta quinta-feira, no auditório da Superintendência Regional da Polícia Federal, localizada na Av. Edmundo Pinheiro de Abreu, no Setor Pedro Ludovico, em Goiânia.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Edição do mês - Versão impressa 

Contato: (61) 3612-4622 / 9 8529-6967 

Cristalina

PORTAL CORREIO