Contato: (61) 3612-4622 / 9 8529-6967 

Cristalina

PORTAL CORREIO  

Servidora é morta pelo marido, policial civil, dentro da Secretaria de Educação do DF

Logo após o crime, ocorrido na manhã desta segunda-feira (20/5), o homem tirou a própria vida.

 

Foto: Reprodução

 

Uma servidora pública foi morta a tiros pelo marido dentro do prédio da Secretaria de Educação do Distrito Federal. Logo após o crime, ocorrido na manhã desta segunda-feira (20/5), o homem, identificado preliminarmente como Sérgio Murilo do Santos, um policial civil, tirou a própria vida.

Conforme relatos de testemunhas, o homem entrou no prédio e, momentos depois, o casal começou a discutir. Ele sacou a arma atirou contra a mulher e em seguida disparou um tiro em sua boca.

Por meio do perfil no Twitter, o secretário de Educação, Rafael Parente, confirmou o crime ocorrido no local. “Houve um homicídio agora na nova Sede II, na 511 norte. Estou a caminho. A Caravana da Educação da Regional do Núcleo Bandeirante está suspensa. O primeiro relato é de que um homem matou a esposa e se suicidou”, escreveu.

 

Suspeito de matar servidora da Educação do DF disse que precisava usar serviço no local

 

Ao Correio Braziliense, Isabel Helena Rabelo, 47 anos, também uma servidora da Secretaria, contou que a mulher morta pelo marido trabalhava no serviço de atendimento ao público, que foi aberto recentemente no local. Ainda de acordo come ela, para conseguir entrar no prédio, Sergio disse na portaria que precisava de um serviço prestado na área de trabalho da mulher. O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, mas ao chegar no local as duas pessoas já estavam sem sinais vitais.

O crime ocorreu no terceiro andar do prédio da Secretaria. A unidade é nova e estava em funcionamento há apenas uma semana. Todas as atividades no local foram suspensas.

 

Mulher morta pelo marido era servidora desde 2001

 

A vítima, identificada como Débora Tereza Correia, 43 anos, era servidora da Educação desde 2001; ela ja atuou em escolas e na  Escola de Formação Eape. Atualmente Débora trabalhava na Subsecretaria de Gestão de Pessoas, na diretoria de cadastro da pasta.

 

Foto: Reprodução

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload