Contato: (61) 3612-4622 / 9 8529-6967 

Cristalina

PORTAL CORREIO  

Justiça penhora 30% do salário do vice-governador do DF

 

Decisão foi em virtude de uma desavença comercial na compra de uma aeronave

        Foto: Vinicius de Melo/Agência Brasília

 

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) determinou a penhora de 30% do salário do vice-governador Paco Britto (Avante), em virtude de uma desavença comercial na compra de uma aeronave. O avião modelo EMB-121A1, fabricado pela Embraer, foi negociado com empresários mineiros ao custo de R$ 1 milhão, dos quais R$ 200 mil não teriam sido pagos.
 

Na decisão assinada pelo juiz substituto Pedro Câmara Raposo Lopes, no dia 3 de abril deste ano, o magistrado determina "a penhora de 30% dos rendimentos líquidos do executado, até satisfação integral do débito (R$ 608.505,54)". Atualmente, o salário bruto do vice é de R$ 20.743,83, mas o rendimento líquido gira em torno de R$ 16 mil.

Acordo
O acordo entre o vice-governador e os empresários mineiros incluía as despesas de revisão da aeronave até a transferência. Conforme informou a defesa de Paco, ele efetuou o pagamento de 80% do valor com o dono para poder retirar o avião do hangar da empresa Algar Aviation, com sede em Uberlândia (MG), e poder utilizá-lo.

Destak Brasilia

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Leia a Edição do mês - Novembro 2019