Contato: (61) 3612-4622 / 9 8529-6967 

Cristalina

PORTAL CORREIO  

Daniel Sabino Vaz teria deixado de repassar contribuições previdenciárias ao Funcristal

 Daniel do Sindicato | Foto: reprodução/ Facebook

 

O Ministério Público de Goiás, por meio do coordenador da Procuradoria de Justiça Especializada em Crimes Praticados por Prefeitos, solicitou a instauração de inquérito policial contra o prefeito de Cristalina, Daniel Sabino Vaz, o Daniel do Sindicato (PSB).

 

O motivo seria uma denúncia feita pelo vereador Valter Tomaz de Souza (PSD), que alega que Vaz “deixou de repassar ao Fundo de Previdência Social do Município de Cristalina (Funcristal) as devidas contribuições previdenciárias, causando prejuízo ao referido fundo”.

 

Apesar do Funcristal ter informado que inexistem débitos em relação às contribuições laborais, o MP-GO identificou a falta de repasse referente à contribuição patronal. 

 

“Verifica-se que tais fatos, a depender das circunstâncias em que foram praticados e das intenções do agente, podem configurar o crime de apropriação indébita previdenciária”, justificou a promotoria no requerimento.

Entretanto o MP optou por não oferecer a denúncia e apenas solicitar a instalação do inquérito por não haver elementos suficientes para tanto.

 

O promotor Cássio Roberto Teruel Zarzur também solicitou o registro no Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO) para supervisionar a investigação e o posterior encaminhamento à Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Dercap).

Segundo : O Jornal Opção ainda não conseguiu localizar o prefeito. O espaço está aberto para manifestação.

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Leia a Edição do mês - Novembro 2019