Contato: (61) 3612-4622 / 9 8529-6967 

Cristalina

PORTAL CORREIO  

Homem volta a assaltar e quase decepa dedos de vítima 7 dias após ser solto, em Goiânia

Higor estava cumprindo pena no regime semiaberto, em virtude de condenação anterior pela prática do mesmo crime, roubo a residência com arma branca.

 

Ton Paulo

30/07/2019

Foto: Polícia Civil

 

Foi preso em flagrante na última sexta-feira (26/7), em Goiânia, um homem acusado de cometer o mesmo crime pelo qual cumpria pena em regime semiaberto – assalto – apenas sete dias após ser posto em liberdade. No último assalto, o homem atacou com uma faca a vítima após ela reagir, quase decepando os dedos de sua mão. O caso será apresentado pela Polícia Civil na manhã desta terça-feira (30/7).

A prisão de Higor César Silva Souza, de 22 anos, foi realizada pelo Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra/Deic). De acordo com a polícia, o último assalto aconteceu na tarde da última quarta-feira (24/7), quando Higor pulou o muro de uma residência situada no Setor Marista, em Goiânia. Munido de uma faca, ele rendeu os moradores da casa, subtraindo jóias e um cartão com passagens de ônibus (Cartão Fácil).

Ainda conforme a polícia, durante o assalto um dos moradores tentou reagir e foi ferido gravemente ferido na  mão, quase causando a amputação de seus dedos.

Após diligências, a equipe policial conseguiu localizar e prender Higor, que estava na posse do referido cartão, pertencente a uma das vítimas. Os policiais constataram também que o homem fazia uso de tornozeleira eletrônica.

 

Homem voltou a praticar crimes apenas uma semana depois de ser solto, em Goiânia

 

Segundo a Polícia Civil, após a captura de Higor, a equipe deu continuidade às investigações e descobriu ainda que ele foi o autor de outro roubo a residência, praticado no dia 22/7, na Rua 113, Setor Sul, em Goiânia, usando os mesmos métodos. 

Higor estava cumprindo pena no regime semiaberto, em virtude de condenação anterior pela prática do mesmo crime (roubo a residência com arma branca). O homem havia sido posto em liberdade, mediante monitoramento de tornozeleira eletrônica, no dia 15/7, ou seja, apenas sete dias antes do primeiro roubo.

Na ocasião, segundo a polícia, ele também feriu uma das vítimas com uma faca, contudo, as lesões foram leves. Higor foi representado pela prisão preventiva do investigado que foi deferida na audiência de custódia.

O caso será oficialmente apresentado hoje, 30/7.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Leia a Edição do mês - Novembro 2019