Contato: (61) 3612-4622 / 9 8529-6967 

Cristalina

PORTAL CORREIO  

Polícia indicia mais de 30 pessoas por construções irregulares às margens do Rio Uru, em Goiás.

FOTO DE REPRODUÇÃO

 

A Polícia Civil concluiu nesta quarta-feira (14) dez inquéritos relacionados à investigação sobre construções irregulares às margens do Rio Uru, que corre por seis cidades de Goiás. Segundo o delegado Luziano de Carvalho, responsável pelo caso, mais de 30 pessoas foram indiciadas, incluindo fazendeiros, loteadores, imobiliárias, corretores, agrimensores e pessoas que compraram os terrenos e construíram imóveis no local. Os nomes não foram divulgados.

 

Ainda de acordo com o delegado, durante a apuração, a polícia localizou, ao longo de 100 km do leito do rio, em áreas de preservação permanente, 25 loteamentos e 650 imóveis construídos, muitos de alto padrão.

 

"Encontramos pesqueiros, barracões para passear o final de semana e verdadeiras mansões com piscina e campo de futebol. A situação é extremamente delicada", afirma.

 

O Rio Uru nasce em Americano do Brasil e passa ainda pelas cidades de Goiás, Itaberaí, Itaguaru, Itapuranga e Uruana. Algumas construções são edificadas a poucos metros da água.

 

O delegado explicou que os lotes, em geral, variam de 35 mil a 70 mil. Ele pontuou que, se a situação permanecer, um desastre ecológico pode ocorrer. "Estão pegando esses lotes para fazer construções clandestinas. O nosso grande desafio é parar com a venda, pois o dano pode ser irreversível. Todos temos direito a um meio ambiente ecologicamente equilibrado", destaca.

 

Os fazendeiros e loteadores irão responder pelo crime de parcelamento irregular do solo, que tem pena de até 5 anos em caso de condenação. Já os outros suspeitos foram indiciados pelos crimes de impedir ou dificultar a regeneração natural e construir em Áreas de Preservação Permanente. A pena pode chegar a um ano para cada caso, mais multa de até 100 mil. Estadão Goiano

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Leia a Edição do mês - Novembro 2019