Contato: (61) 3612-4622 / 9 8529-6967 

Cristalina

PORTAL CORREIO  

Preso homem que “pescava” envelopes em caixa eletrônico, em Goiás e no DF

 

Em setembro de 2018 outros dois homens foram presos enquanto instalavam o dispositivo no caixa eletrônico.

 

Foto: PCDF

 

Um homem foi preso suspeito de “pescar” envelopes de dinheiro em caixa eletrônico em agências bancárias em Goiás e no Distrito Federal. Esta é a segunda fase da Operação Fisherman, deflagrada na manhã deste domingo (15/9) pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). 

De acordo com as investigações, os homens atuavam em Valparaíso, em Goiás, e em Asa Sul, , no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). Eles instalavam dispositivos nos terminais bancários para puxar os envelopes que os clientes depositavam no local.

Há cerca de três meses os suspeitos estavam sendo investigações pelos policiais do Distrito Federal. Na manhã de hoje conseguiram prender um homem, de 31 anos, que chegou em uma agência bancária do SIA para verificar o que teriam pego com a “pescaria”.

Após verificar a identidade do suspeito, os agentes constataram que ele já possui diversas passagens, por crimes como estelionato e furto. A polícia trabalha agora para identificar outros envolvidos no esquema fraudulento.

Primeira fase da operação que investiga homem que “pescava” envelopes em caixa eletrônico em Goiás e no DF

A primeira fase da operação que investiga a “pescaria” em caixas eletrônicos foi deflagrada também em setembro, porém de 2018. Dois homens foram presos peça Polícia Civil do Distrito Federal no dia 23 de setembro de 2018 enquanto instalavam os dispositivos em um banco na W3 Sul.

Conforme as investigações, os suspeitos já estavam sendo monitorados pelo setor de inteligência do banco e policiais da 1ª DP (Asa Sul). Os suspeitos, Marcos Monteiro Tavares e Matheus Martins Santana, ambos de 20 anos na época, acabaram presos e respondem por furto qualificado. A pena é de dois a oito anos de prisão.

A ação, que foi batizada de Operação Fisherman, significa pescador em português. No total, três pessoas foram presas nesta ação, que agora busca identificar nos suspeitos.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload