Cristalina

Contato: (61) 3612-4622 / 9 8529-6967 

  • Facebook ícone social
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

Deflagrada operação que investiga sonegação fiscal de empresas, em Goiânia

Caso seja constatada a sonegação fiscal, os representantes das empresas devem responder por crime contra ordem tributária.

 

 FOTO DE REPRODUÇÃO

 

Foi deflagrada nesta quarta-feira (30/10) uma operação que investiga sonegação fiscal de empresas, em Goiânia. A ação,batizada de “Operação Clarear”, foi deflagrada pelos policiais civis da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT).

Conforme a Polícia Civil (PC), o objetivo da operação é investigar os grupos empresariais nos ramos de odontologia e mecânica de importados de Goiânia, suspeitos de sonegação.

Realizada juntamente com o Fisco Municipal, a operação busca ainda permitir acesso aos sistemas informatizados da empresa para passar por auditoria de possível sonegação fiscal.

A operação se deu devido a dificuldade enfrentada pela Secretaria de Finanças de Goiânia para fiscalizar as empresas, pois seus representantes estavam atrapalhando esta fiscalização.

Na manhã desta quarta-feira foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão na sede das empresas. Caso seja constatada a sonegação fiscal, os representantes das empresas devem responder por crime contra ordem tributária.

 

Além da operação deflagrada que investiga sonegação fiscal de empresas, lojas na região da 44, em Goiânia, são alvos de operação contra evasão fiscal, em Goiânia

 

Uma operação com o objetivo de encontrar possíveis irregularidades cadastrais e de evasão fiscal foi deflagrada no dia 23 de outubro deste ano em lojas na Avenida Contorno, em Goiânia, próximo à região da 44, famosa pelo forte comércio de roupas e acessórios.

A operação, batizada de Legalidade, foi conduzida pela Delegacia Regional de Fiscalização de Goiânia (DRF) e autuou lojistas que atuam no Mega Shopping Park na Av. Contorno com a Independência – em Goiânia. Foram alvos da ação os segmentos do comércio varejistas e atacadistas fixados na região.

Conforme informações da Secretaria de Estado da Economia, foram visitados, ao todo, nove estabelecimentos instalados no centro de compras em questão. Participaram da ação auditores da supervisão de trânsito da DRFGNA, da DRF da capital, juntamente com efetivos do Batalhão Fazendário.

Na ocasião, ainda segundo a Secretaria, foram verificadas irregularidades fiscais das empresas e, por consequência, feitas autuações por falta de inscrição cadastral. A fiscalização constatou ainda a utilização de máquina de cartão de crédito em nome de terceiros (pessoa física e jurídica). Fonte: DiaOnline

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Leia a Edição do mês - Outubro 2019