Cristalina

Contato: (61) 3612-4622 / 9 8529-6967 

  • Facebook ícone social
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

Casal é preso transportando droga durante viagem por aplicativo, em Rio Verde

Para se livrar do flagrante, a mulher tentou esconder a droga nas roupas íntimas, mas foi descoberta durante revista feita por uma policial.

FOTO DE DIVULGAÇÃO / PM

 

Um casal foi preso na noite deste domingo (10/11) transportando droga durante uma viagem por aplicativo no Setor Pausanes, em Rio Verde, na região Sul de Goiás.

O motorista alegou que aceitou a viagem por fora do aplicativo e que não sabia da droga. Ao perceber a presença dos policiais, a mulher teria tentado esconder a droga dentro das roupas íntimas.

Como foi a abordagem do casal preso transportando droga durante viagem por aplicativo, em Rio Verde

Durante patrulhamento na região, uma equipe da Polícia Militar de Rio Verde visualizou um veículo de transporte por aplicativo conduzindo dois suspeitos, Beatriz Silveira Souza, de 27 anos, e Luan de Oliveira, de 20 anos.

Foi solicitada a parada e, durante a abordagem, os policiais conseguiram ver, por meio do vidro traseiro, a mulher se levantando e colocando algo dentro das vestes.

Em revista pessoal do motorista do veículo e do outro passageiro nada suspeito foi encontrado. Entretanto, Beatriz apresentava nervosismo e os agentes solicitaram apoio à Patrulha Maria da Penha para apoiar na abordagem.

Uma policial então foi até um lugar reservado, dentro de uma residência próxima ao local, cedida por um morador, para efetuar a busca pessoal na suspeita, momento que foram encontradas várias porções de crack dentro das roupas íntimas da mulher.

O ser questionado, o motorista por aplicativo disse não saber da existência da droga e que aceitou a corrida por mensagem de WhatsApp e não pelo aplicativo, pois estava fazendo dinheiro extra.

Diante dos fatos, os suspeitos e a testemunha, além dos celulares sem comprovação ilícita, foram encaminhados para a delegacia para os procedimentos cabíveis.

O casal já possui diversas passagens pela polícia. Beatriz já possui registros pelos crimes de lesão corporal, difamação, tráfico de drogas e perturbação do sossego público. Já Luan, por cultura de plantas para o tráfico de drogas, tráfico de drogas, posse de drogas e furto de veículo. Fonte/ DiaOnline

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Leia a Edição do mês - Novembro 2019