Cristalina

Contato: (61) 3612-4622 / 9 8529-6967 

  • Facebook ícone social
  • YouTube
  • Twitter
  • Instagram

PC prende acusado de aplicar golpe do bilhete premiado, em Goiânia

Segundo a corporação, Márcio Carlos dos Santos, de 51 anos, agia com mais duas pessoas que estão foragidas. São eles Sandra e Juliano, todos fazem parte da mesma família.

 

 FOTO DE DIVULGAÇÃO

 

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) apresentará nesta quinta-feira (14/11) o homem acusado de aplicar o golpe do bilhete premiado, em Goiânia.

Segundo a corporação, Márcio Carlos dos Santos, de 51 anos, agia com mais duas pessoas que estão foragidas. São eles Sandra e Juliano, todos fazem parte da mesma família.

De acordo com informações da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), a prisão de Márcio Carlos aconteceu por meio da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) no último dia (8/11).

Ainda segundo a corporação, Márcio Carlos dos Santos, de 51 anos, agia na companhia de outros criminosos, que foram identificados como Sandra Regina de Almeida e Juliano Ronald Petter Carvalho dos Santos, de 34 anos.

Os três aplicaram juntos o golpe vulgarmente conhecido como bilhete premiado contra uma senhora idosa, de 74 anos. Segundo a corporação, o crime aconteceu no dia (11/10).

Na ocasião, a vítima pagou pelo bilhete a quantia de 29 mil reais. Para fazer o tal pagamento ela precisou realizar saques em seis agências bancárias diferentes, todos na companhia dos golpistas.

Acusado de aplicar golpe do bilhete premiado veio de São Paulo e já aplicou golpes em outros estados

De acordo com informações da Polícia Civil do Estado de Goiás, os criminosos golpistas são originários do estado de São Paulo e estiveram em Goiânia por três vezes desde o mês de outubro.

O trio vinda a Capital com o objetivo de aplicar o mesmo golpe do bilhete premiado. Márcio foi preso, próximo ao Shopping Flamboyant, durante o cumprimento de mandado de prisão preventiva.

Sandra e Juliano ainda estão foragidos. Os três golpistas pertencem à mesma família e são pai, filho e prima. Como as vítimas são sempre idosas e acabam deixando de procurar a polícia por vergonha da situação.

Este caso será apresentado pela Polícia Civil nesta quinta-feira (14/11). DiaOnline

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Leia a Edição do mês - Novembro 2019