Acusado de atropelar comerciante propositalmente em SP é preso em Goiás

Segundo a corporação, a comerciante Eliane Negrelli foi atropelada brutalmente por Isac Alexandre Gaspar Pinto. Ela foi atingida pelo carro e prensada contra a parede de sua distribuidora de bebidas, localizada na cidade de Buritama, em São Paulo.

 Foto / PCGO

A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) prendeu, nesta quinta-feira (12/12), um homem acusado de atropelar comerciante propositalmente em São Paulo. Ele foi preso na cidade de Rio Verde.

Segundo a corporação, a comerciante Eliane Negrelli foi atropelada brutalmente por Isac Alexandre Gaspar Pinto. Ela foi atingida pelo carro e prensada contra a parede de sua distribuidora de bebidas, localizada na cidade de Buritama, em São Paulo.

De acordo com informações da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), a prisão aconteceu após o 1º Distrito Policial de Rio Verde receber uma denúncia anônima informando o paradeiro do acusado.

Diante disso os policiais cumpriram o mandado de Prisão Preventiva em desfavor de Isac Alexandre Gaspar Pinto, de 44 anos.

Segundo a corporação, o homem é o autor do atropelamento brutal e proposital da comerciante, configurando assim tentativa de homicídio qualificado na cidade de Buritama, estado de São Paulo.

Homem acusado de atropelar comerciante propositalmente teria prensado a vítima contra a parede de seu comércio

De acordo com informações da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO), relatos do dia do atropelamento apontam que a vítima Eliane Negrelli foi atropelada propositalmente na frente do depósito de bebidas da vítima.

Após o impacto a vítima ficou sendo prensada na parede. O crime aconteceu no dia 25 de outubro do ano passado. Eliane ficou internada na Santa Casa de Araçatuba e precisou ser submetida a cirurgias no quadril e joelhos.

O acusado de atropelar comerciante propositalmente estava foragido da Justiça de São Paulo desde a decretação da sua prisão preventiva, no dia 21 de novembro de 2018.

Ele está preso e à disposição do Poder Judiciário da Comarca de Rio Verde e deverá ser recambiado ao estado de São Paulo para cumprimento da prisão. Se o acusado for condenado, poderá cumprir até 30 anos de reclusão. Lilian Camargo / DiaOnline

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Edição do mês - Versão impressa 

Contato: (61) 3612-4622 / 9 8529-6967 

Cristalina

PORTAL CORREIO